top of page
Default_logo_containing_square_and_compa

O Salmo133 foi estabelecido em Janeiro de 1999, tendo sido um dos sites pioneiros em estudos e pesquisas maçônicas.

À PORTA

 

Um desgarrado da missão
Numa caminhada torta
Que não encontrado a razão
Na antiga morada aporta

 

A inquisitivo artesão
Com falsa calma se reporta
Que lenitivo buscava então
À sua alma quase morta

 

Respondeu ao obreiro fujão
Não sei se o canteiro comporta...
E do Venerável  a conclusão :

 

É obra fraternal, exorta !
Não te esqueças que um irmão
Que como tal, bate à porta

Adilson Zotovici

Academia Maçônica de Letras de Juiz de Fora

TRONCO DE SOLIDARIEDADE

 

Tem a árvore opulência
Se seu tronco qualidade
Que o crescimento em essência
Traz a copiosidade

 

Espera assim benevolência
A “ árvore da fraternidade”
Que dos corações é tendência
Dos irmãos da Sublime Irmandade

Lembrar quem merece assistência
Dispor a quem carece bondade
Sem ostentação ou exigência
Gesto de amor, de caridade

 

Mesmo a alguém na indolência
Que não se abstém da vaidade
Sem julgar ou criar audiência
Ajudar com a mesma vontade

 

Professa a regra da consciência;
Não gira o” Tronco” em verdade !
Suspensa Bolsa de beneficência,
Mas não cessa a solidariedade !

Adilson Zotovici
Cavaleiros da Virtude

Inscreva-se no site e colabore com a divulgação das atividades do  SALMO133

Inscreva-se também no canal do Youtube

Clique nos links abaixo e assista alguns SALMOCAST

O índice da programação transmitida encontra-se na descrição do vídeo

Deixe o seu comentário, o seu "gostei" e inscreva-se no nosso canal do YouTube 

Compartilhe com a sua rede de contatos. Grato!

PEÇA TEATRAL

 

Um espetáculo consagrado
Cenáculo, o canteiro fraternal
Amor em cada obreiro instado
Pedreiro ator de peça teatral

 

Ativo, exausto, viajado
Em silêncio vivo e sepulcral
Se presume fausto, iluminado
No negrume, o ator principal

 

Grande lirismo ao iniciado
Expande sincronismo musical
E por simbolismo revelado

 

Tragédia, vida e morte afinal
Tragicomédia, se não ensaiado
Da enciclopédia da Arte Real !
 

Adilson Zotovici

Academia Maçônica Virtual Brasileira de Letras

DESCONCERTANTE

 

Quem vem lá, ouve vibrante !
Quando com a mão espalmada
Ao bater o postulante
Roga ali sua entrada

 

Chega a ser desconcertante
Pela ação inusitada
Antes de seguir avante
Na terminante empreitada

 

Silente... para um instante
Ao ouvir voz empenhada
Do seu bom guia prestante

 

Por ele pede morada
Ao Mestre e oficiante
Pra seguir sua caminhada

Adilson Zotovici

ARLS Chequer Nassif nº169 - GLESP

bottom of page